domingo, 24 de janeiro de 2016

Recado das mulheres com comprometimento nas mãos para as empresas de beleza e designers de embalagens


Gente, não sei se vocês se lembram mas, no ano de 2010 a Rede Globo apresentou uma novela chamada Viver a Vida na qual a personagem Luciana, interpretada pela Aline Morais, ficou tetraplégica. Muitos dos capítulos apresentaram o processo de reabilitação da personagem e neles deu para perceber a importância de certos profissionais como terapeuta ocupacional e fisioterapeuta.


Eu particularmente amava quando aparecia a personagem da terapeuta ocupacional trazendo adaptações especiais (órteses) para que a Luciana pudesse fazer com autonomia coisas que  parecem banais como comer, escovar os dentes, pentear o cabelo, passar maquiagem…  E uma das adaptações criada foi a caixinha de maquiagem na qual ela encaixava o que  mais utilizava facilitando a make.


Não podemos negar que o diagnóstico de uma doença grave ou uma deficiência, é realmente algo péssimo para a autoestima de qualquer mulher. Para isso, nada como uma maquiagem para nos sentirmos mais bonitas, né?! Entretanto, as empresas de beleza e designres ainda não despertaram para os 45 milhões de pessoas com deficiência.


Então, se para uma mulher sem deficiência se maquiar dá trabalho imagine para uma mulher que apresenta  dificuldade de preensão, de fixar utensílios e abrir as embalagens… Pensando nessa questão, já ando há tempos pesquisando e conversando com a empresa Mercur sobre isso.




E fui informada que a Mercur está “(...) realizando algumas oficinas de prototipação com terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, pessoas com deficiência, familiares, educadores especiais, fonoaudiólogos, designers. Em algumas dessas oficinas apareceram fixadores de mesa (...) para fixar utensílios de maquiagem e facilitar a abertura dos frascos”.

Acho que essa atitude da Mercur, também deveria ser copiada pelas grandes empresas de maquiagem como Avon, Natura, Mary Kay. Seria ótimo irmos à loja comprar um batom e podermos comprar também um adaptador mais "universal" e, portanto, com o preço mais acessível. Abaixo deixo um vídeo que apresenta os dispositivos utilizados pela Carlena, que já contou sua história aqui.


E você utiliza algum tipo de adaptação especial para se maquiar? Trabalha em alguma empresa de cosméticos? Então, me digam o que acharam desse post nos comentários abaixo! Um super beijo e até mais!


Siga também:
Instagram @claudiacma7
Twitter De papo com Cláudinha
Facebook De papo com Cláudinha

Nenhum comentário:

Postar um comentário