sábado, 3 de setembro de 2016

No Nordeste, Revezamento da Tocha Paralímpica passa por Natal (RN)

O Revezamento da Tocha Paralímpica Rio 2016 passou neste sábado, 3, por Natal (RN). A cidade representa o Nordeste e antes de chegar ao Rio de Janeiro, no dia 6, ela passará por São Paulo (SP) e Joinville (SC).
Os valores paralímpicos serão lembrados em cada cidade por onde a tocha passará. Na capital do Rio Grande do Norte é a inspiração. Débora Seabra, primeira professora com síndrome de down do país abriu o revezamento que começou no Palácio dos Esportes Djalma Maranhão. Na sequência ela seguiu pelas ruas da cidade e passou por 60 condutores que contribuem para o desenvolvimento do esporte paralímpico.
Francisco Avelino foi um dos  condutores. Atleta da natação paralímpica, ele conquistou três medalhas em quatro edições de Jogos Paralímpicos que participou (Sidney, Atenas, Pequim e Londres). O potiguar começou sua vida desportiva no basquete e seguiu para a natação. Emocionado, Avelino não conteve as lágrimas enquanto carregava a tocha. "É um momento muito marcante. Eu tenho quase 30 anos de esporte paralímpico e ainda estou na ativa. Gostaria de encerrar a minha carreira nos Jogos Paralímpicos do Rio, mas o meu corpo já não responde da mesma forma quando eu era mais jovem", ressaltou o atleta que completou 50 anos em fevereiro.
O chefe médico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) , Roberto Vital, também conduziu a tocha. Ele faz parte da entidade esportiva desde a sua fundação em 1995 e participará do seu sexto Jogos Paralímpicos. "Eu estava concentrado com a nossa delegação e consegui um tempinho para participar dessa festa maravilhosa. Neste domingo já vou para o Rio de Janeiro para dar suporte aos nossos atletas que eu tenho certeza que irão brilhar", concluiu.
Números do revezamento
- 6 cidades brasileiras;
- 250 quilômetros percorridos no revezamento;
- 4650 milhas aéreas percorridas pelo avião do comboio;
- 700 condutores;
- 28 visitas especiais.
Sobre o Revezamento da Tocha Paralímpica Rio 2016
Entre os dias 1 e 7 de setembro, o revezamento da tocha Paralímpica percorrerá todas as regiões do país, representadas por seis cidades brasileiras, para anunciar a chegada dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. A grande novidade da chama Paralímpica é o mecanismo de acendimento: calor humano. Numa campanha virtual lançada pelo Comitê Rio 2016, pessoas do mundo todo poderão enviar mensagens positivas nas redes sociais, por meio da hashtag #ChamaParalímpica, acumulando energia suficiente para acender as chamas.
E não esqueçam de me acompanhar no Facebook// Instagram// Twitter

Fonte:Site do Comitê Paralímpico Brasileiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário