quarta-feira, 15 de março de 2017

Etiqueta e Contraetiqueta: Com Etiqueta Inclusiva

Gente, quem aí já foi a um velório que tinha um livro de presença e ficou com dúvida se devia ou não assiná-lo? E quem nunca recebeu um convite de casamento, bodas, aniversário com o cartãozinho da loja na qual se encontra a lista de presentes e acabou comprando o presente na dita loja, simplesmente, por pensar que estava tomando uma atitude elegante e educada que atire a primeira pedra!!!
E o que fazer quando você está num restaurante ou num evento na companhia de uma pessoa com “a coordenação motora ou tátil afetada que dificulta o aparentemente simples fato de cortar algo”?Essas e muitas outras questões são abordadas, com humor, no livro
Etiqueta e Contraetiqueta: Com Etiqueta Inclusiva, escrito por Doris Azevedo. Ela tem formação superior em Hotelaria, foi professora de vários cursos na área de comportamento e consultora de Etiqueta Profissional de muitas empresas. Conhecida colunista e comentarista de jornais, revistas, televisões e rádios na área de comportamento.
Em 2005, ela publicou o livro “Etiqueta e Contraetiqueta, Um Estilo de Ser” que se diferenciava dos manuais de Etiqueta e Boas Maneiras por trazer o conceito de “Contraetiqueta”, o qual como ela mesmo fala “[...] surgiu da necessidade de questionar regras que nos vêm sendo empurradas ‘garganta abaixo’ há muito tempo, sem que ninguém se manifeste.”
E um bom exemplo, de Contraetiqueta é quando falamos em espirro.”Antigamente, dizia-se ‘saúde’ quando alguém espirrava. Atualmente, diz-se que não se deve falar nada. No entanto, desejar saúde não dá cadeia. Então, se escapar, não fique se corroendo.”
Já o livro Etiqueta e Contraetiqueta: Com Etiqueta Inclusiva, foi publicado pela Chiado Editora, no ano de 2015, numa fase diferente da vida da autora. Afinal de contas, no ano de 2005, ela “[...] ainda não havia convivido e vencido um câncer de mama nem sabia ser portadora de Esclerose Múltipla ou estava limitada, como hoje, a uma cadeira de rodas.”
Daí ela afirma que o conceito de “[...] Etiqueta Inclusiva nasceu deste meu momento, cheio de leis para a inclusão, mas com poucos resultados reais na vida de pessoas com deficiência.” Assim, sua finalidade ao publicar este livro é  tentar motivar pessoas a enxergarem  o universo da real inclusão, ou seja, fazer com que a sociedade perceba que apesar das pessoas com deficiência apresentarem limitações físicas elas podem e devem  participar de todas as oportunidades sociais e profissionais que quiser, sem nenhum tipo de constrangimento.
E uma das dicas de Etiqueta Inclusiva que encontramos no livro é na hora de fazer uma reserva num restaurante. “Caso você ou algum de seus acompanhantes necessite de acessibilidade, questione na reserva se o restaurante tem acesso fácil (sem escadarias), rota para circulação de cadeira de rodas entre as mesas, mesa com altura de 70 cm e banheiros adaptados.Caso não atenda estas necessidades, registre o motivo de sua desistência e escolha outro restaurante que promova a inclusão.”
E então o que achou? Gosta de ganhar livros, então basta seguir nossa página no facebook apertando no botão curtir, que está aí embaixo, ou nos acompanhe pelo Instagram @claudiacma7 para saber as regras da promoção que vai rolar em breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário