quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Plano de saúde traz tranquilidade ou dor de cabeça?

Oi queridos, tudo bem?
Aqui no RN a situação ainda anda tensa com falta de chuva, parte dos servidores públicos com os pagamento atrasados, medo do desemprego e aumento do preço de vários produtos como gasolina,gás de cozinha. Somado a tudo isso o meu plano de Saúde resolveu descredenciar uma série de médicos entre eles o meu neurologista e ortopedista que me acompanham há anos.

Vocês sabem como é complicado essa jornada para achar um médico que nos passe segurança, né? Pois é, o neurologista Dr. Marcos e o ortopedista Dr.Jean me passaram isso desde o primeiro momento.
Mas, dias atrás fui agendar minhas consultas de revisão e descobri que eles foram descredenciados.Daí em diante começaram as dúvidas e as contas: Devo continuar com os meus médicos ou buscar outros médicos que ainda atendem pelo meu plano?
Fiz várias contas e descobri que se eu optar em permanecer sendo acompanhada pelo Dr. Marcos e o Dr. Jean terei que mudar de plano e pagar mais do que o dobro que eu pago hoje. É isso mesmo, gente, pago atualmente o valor de R$ 205,32 ao MedMais/Amil sem coparticipação (abrangência estadual). Já o plano que ambos os médicos atendem atualmente é o Amil 400 e custa R$ 472,18 com coparticipação e R$ 555,49 sem coparticipação (abrangência nacional).
Uma outra saída seria deixar de pagar o convênio e pagar as consultas, exames e outros serviços.Entretanto, sou consciente que o alcance dos atendimentos ficará limitado ao valor que terei na conta para cobrir procedimentos de maior complexidade. Ou seja, se eu precisar de um atendimento de alto custo, como uma cirurgia, o valor provavelmente não será suficiente para cobri-lo.
E a última opção é continuar com o plano MedMais/Amil com uma rede credenciada reduzida ou migrar para Unimed. Meu neurologista também não é credenciado pela Unimed e esse plano custa R$354,04 a mensalidade (com coparticipação) e tem uma rede credenciada mais ampla na minha cidade.
Mas, o que mais me irritou é que não fui informada (por carta, e-mail, telefone) em nenhum momento pelo MedMais/Amil que médicos iriam deixar de atender e quais seriam minhas opções. Seria mais digno a operadora dizer: os R$ 205,00 que você paga atualmente é uma merreca e não cobrem nem a consulta de um médico então, se você deseja continuar sendo atendida por seus médicos vai ter que pagar mais caro.Do que criar: um novo plano chamado Amil 400 e que esse atende os médicos que já te acompanham há anos.
Adoro meus médicos e confio 100% neles mas, no momento não sei o que farei. Pois, afinal de contas, até quando eles atenderão pelo Amil 400? E até quando esse Amil 400 me trará tranquilidade?
E você conhece alguém aí que já passou por situação parecida? Como resolveu o impasse? Trocou de médicos ou preferiu pagar mais caro e ficar com os médicos de confiança? Compartilhe conosco!
Gostou desse texto? Compartilhe nas redes sociais! A sua opinião é muito importante pra nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.
Fanpage - CLIQUE AQUI
Instagram - CLIQUE AQUI
Twitter - CLIQUE AQUI


Nenhum comentário:

Postar um comentário