quarta-feira, 25 de julho de 2018

Dicas para assegurar a tranquilidade dos parentes idosos

Gente, vocês sabiam que no dia 26 de julho é o Dia dos Avós? Esse dia foi escolhido porque é o dia  de Santa Ana e São Joaquimos pais de Maria e avós de Jesus Cristo. 
Você pode ou não ser católico (a) mas, uma coisa é fato seus pais, irmãos mais velhos, tios ou outros parentes vão envelhecer. Conforme matéria presente no R7 Brasil “População acima de 60 anos representa hoje 13,5% dos brasileiros; projeções indicam que essa fatia vai saltar para 24,5% em duas décadas e meia” 
É de conhecimentos de todos que a expectativa de vida em praticamente todo o mundo está aumentando. A tecnologia, os avanços na medicina, o maior acesso à informação, às práticas esportivas e alimentares mais saudáveis, estão colaborando para esta realidade. 
E aí eu deixo as seguintes perguntas para você: Você está pronta ou pronto para lidar com o avanço da idade dessas pessoas e as necessidades que eles venham a ter? O que você anda fazendo para garantir o bem-estar desses parentes no futuro? Para quem ainda não está preparada ou preparado vão aí três dicas essenciais e imprescindíveis:  
DIALÓGO  
Uma conversa séria, atenciosa e amigável, é fundamental para compreendermos o ponto de vista dessas pessoas. Por meio dela, podemos descobrir que alguma opinião considerada certa por nós,  não é vista da mesma maneira pelos nossos pais, irmãos mais velhos, tios e outros entes queridos. Deste modo precisamos levar essas intenções em consideração. 
Esse papo não necessita acontecer de uma única vez. Ele pode se dá em várias conversas. Cada família tem sua própria dinâmica e a abordagem dependerá muito disso. 

DOCUMENTAÇÃO EM DIA 
Aconselhe seu parente mais velho a manter a vida financeira em dia. Tente saber como ele ou ela vem gerenciando os gastos referentes a saúde, se a aposentadoria e outras fontes de renda têm sido suficientes para arcar os tratamentos de saúde e como essa pessoa estrutura sua vida financeira. 
Não entendam mal! Não tem nada a ver com fofoca, mas ter a segurança de que essa pessoa mantém a vida financeira em ordem ou pelo menos saber um pouco a respeito dos custos que ela possui com saúde são coisas que ajudam na hora de tomar uma deliberação, em caso deste parente ficar doente e necessitar de alguém para controlar as despesas médicas. 
PLANO DE SAÚDE 
Caso seus parentes mais idosos não tenham plano de saúde, uma boa dica é juntar a família e firmar um acordo para que cada um responsabilize-se por parte dos gastos. Realmente não é nada barato, mas pior ainda é necessitar de cuidados médicos e não ter garantia de bom atendimento. 
Infelizmente não é fácil esperar pelo Sistema Único de Saúde (SUS), já tão conhecido pelas longas filas em hospitais e postos de saúde, a espera por uma cirurgia pode demorar meses. Uma opção é  fazer uma boa pesquisa de preços e coberturas dos planos de saúde e conversar sobre este assunto com toda a família. Uma outra opção é vocês e seus irmãos criarem um fundo de emergência coletivo visando reservar dinheiro para cuidar da saúde de seus pais. 
Este artigo fez sentido para você? Então lembre-se de curtir e compartilhar o conhecimento em suas redes sociais! E você já tinha parado para pensar sobre o assunto? 
Então, me siga pelas redes sociais para ficar sabendo quando tiver post novos. 
Fanpage - CLIQUE AQUI 
Instagram - CLIQUE AQUI 
Twitter - CLIQUE AQUI 
Email - claudiacma7@gmail.com   

Nenhum comentário:

Postar um comentário