quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Quais os sonhos das pessoas com deficiência?

Deixei nos  grupos do facebook Minha Cadeira, minha Cúmplice e Cadeirantes Brasil  formados por cadeirantes a seguinte pergunta: Qual seu sonho e o que falta pra ser realizado? E as respostas foram as mais variadas como: comprar um carro, estudar, formar uma família, voltar a trabalhar, voltar a andar, comprar um apartamento, viajar de avião, arrumar um amor, ganhar uma cadeira de rodas motorizada, ganhar na loteria, ter estabilidade financeira.
  
Percebi ao longo dos comentários que a maioria das pessoas ao  falarem sobre seus sonhos pensam como se fossem muito difíceis de realizá-los. Talvez pelas próprias peculiaridades das pessoas com deficiência as quais podem impactar no bolso e dificultar a realização dos sonhos. Quer saber que peculiaridades são essas? Veja abaixo:  

1 – Muitas pessoas com deficiência não possuem renda própria precisam do amparo de familiares ou de benefícios como LOAS 

2 – Gastamos uma nota com remédios, equipamentos (cadeiras de rodas, leitores de telas, próteses), tratamentos e outros 

3 – Algumas pessoas com deficiência precisam de cuidadores. 

4 – Como quase todas as nossas cidades são carentes no quesito acessibilidade, geralmente gastamos uma nota com transporte: carro adaptado (mesmo com isenção de impostos o investimento é alto), táxi adaptado, motorista particular 

5 – Se estiver de férias e quiser queimar as pelancas no Nordeste, por exemplo, vai ter que fazer muitas horas extras para pagar a hospedagem. Não é comum achar nos hóteis quartos adaptados, por um preço acessível. 

Apesar da lei de cotas, o mercado de trabalho ainda não está pronto para receber pessoas que, como diz o jornalista Jairo Marques, possuem as perninhas finas, o escutador de novela avariado, que é meio "tchube" das ideias e por aí vai. Sendo assim, muitas estão desempregadas. 
Dessa forma, esse grupo de pessoas possuem dificuldades em cumprir metas ou realizar objetivos em sua vida e vão sentir em algum momento frustração, tristeza ou até mesmo depressão.

Mas, o que as pessoas com deficiência podem fazer para não perderem seus sonhos de vista? Como elas podem realizar seus sonhos? Quero dividir com vocês um pouco da minha experiência recente de financiar o sonho de trocar todo o piso da minha casa, reformar e adaptar o meu banheiro, que terminou fora do prazo, mas sem dívidas. 
Para isso, vou contar aqui o caminho que percorri para realizar meu sonho de reformar a casa. Vamos às dicas que podem também te ajudar a realizar seus sonhos! 
  
Substitua os sonhos por objetivos 
Se você trocar a frase “eu possuo um sonho” por “eu possuo um objetivo”, parece que tem mais chances de acontecer, né verdade? E é essas chances que vão te dar ânimo para criar novos hábitos e não desistir das mudanças necessárias.  

Os sonhos não necessitam ser realistas ou específicos. Por exemplo, eu sonhava em trocar o piso da casa e ver meu banheiro reformado e adaptado. Isso não era um objetivo em si, pois era algo vago e abstrato. Agora, no momento em que eu chamei a arquiteta para conversarmos e expliquei a mesma as minhas necessidades aquilo virou meu objetivo.  

Perguntei para ela em média quanto custaria, e ela me mostrou valores que dependiam do tipo, da quantidade e qualidade do material que poderiam ser utilizados. Nesse momento, eu tinha duas opções:  

1)pegar o cartão de crédito e correr para as lojas de material de construção; 
2)fazer um empréstimo consignado e comprar o material de construção a vista; 
3) poupar dinheiro e fazer a reforma no futuro. 
Simulei as três hipóteses e cheguei à conclusão que poupar dinheiro para trocar o piso e adaptar o meu banheiro no futuro era a melhor opção. A partir daí eu criei uma meta e um plano de ação para alcançar aquele valor. 

Para isso, me organizei para que sobrasse dinheiro todos os meses, criei um plano de ação para alcançar o valor desejado. Todos os meses quando o meu salário de professora  caia na conta eu já escondia num investimento no mínimo 50% dele, gastava o mínimo possível, passei a fazer renda extra como freelancer e todos os valores extras (13º salário, férias etc) iam para os investimentos. 

Pare de menosprezar os pequenos gastos 
Antes eu não anotava os meus gastos, eu não cuidava do meu dinheiro. Daí vira e mexe batia aquela sensação de que o dinheiro tinha fugido para um lugar ignorado. Para alcançar o meu objetivo eu passei a criar o hábito de organizar as contas e sempre estar visualizando e controlando as mesmas. Para isso, existem várias ferramentas como aplicativos, planilhas e até mesmo o simples caderninho. 
Tentei todos eles e o aplicativo Mobills foi o que se adequou melhor a minha realidade. Lá eu registro todos os meus gastos por categoria e posso analisar o quanto gasto em alimentação, saúde, beleza, livros etc. E o melhor ele pode ser utilizado tanto no celular como no computador. 
  
Peça Descontos 
Os brasileiros têm vergonha de pedir desconto.Parece que alguém falou para eles que pedir desconto é feio. Jamais tenha vergonha de pedir um desconto, principalmente se o pagamento for à vista. Uma dica é não perguntar se tem desconto e sim perguntar quanto é o desconto. Se mesmo assim, o vendedor falar que não tem desconto peça para chamar o gerente e se ele também falar que não há desconto. Aí você pede para ele dar uma olhadinha no sistema. 

Essa semana mesmo eu decidi comprar um batom e um gloss e eu na cara dura perguntei para a moça: “Quanto é o desconto?” Depois de muita conversa consegui um desconto de 10%. Também consegui economizar muuuuito dinheiro quando começou a reforma pois, eu pedia desconto em tudo. 

blog Meu Bolso Feliz, ainda nos lembra que “no fim de 2016 o Governo autorizou que os lojistas cobrem preços diferentes para um mesmo produto de acordo com a forma de pagamento (cartão de crédito, dinheiro, parcelamento etc). Por isso, sempre converse antes de fazer a compra e decida qual a melhor forma de pagamento em cada ocasião”. 

Viva um degrau abaixo 
Você não pode cair na tentação de gastar tudo o que ganha. Apesar da sociedade persistir em considerar as pessoas pelo que elas possuem, as pessoas bem sucedidas financeiramente não são aqueles que gastam horrores pra manter um padrão de vida caro mas, sim aqueles que vivem bem e são felizes vivendo um degrau abaixo do que ganha. 

Eu tive sorte nesse sentido pois, eu nunca fui uma pessoa deslumbrada, nunca fui de torrar todo o meu dinheiro, sempre vivi um degrau abaixo. 
Pesquise 
Pesquisar é uma atitude imprescindível para quem pretende economizar. Quanto mais você souber sobre o produto que quer e sobre os concorrentes, mais segura vai se sentir na hora de pedir um desconto. Isso vale para roupas, serviços, legumes na feira, carros e até imóveis. Com a internet dá pra fazer a pesquisa e depois sair para as lojas físicas.E quando chegar à loja faça uso do que Nath Arcuri chama de TÉCNICA DA CARA DE PAISAGEM. 

Essa técnica consiste simplesmente ao chegar na loja “olhar como quem não quer nada, perguntar sobre mais de um aparelho, como se estivesse indecisa e aí sim partir para o ataque da pechincha!” Nesse momento você solta o que Nath Arcuri apelidou de frases de efeito que são algumas frases testadas e aprovadas por ela, na busca por descontos: 
  
“– Na outra loja é mais barato. 
–Na internet é mais barato 
– O que você pode fazer pra baixar esse preço? 
– Até quanto você pode chegar?  – geralmente essa pergunta vem seguida de um argumento como: ‘só meu chefe pode dar o desconto maior’. 
– E cadê seu gerente/chefe? 
– Eu só tenho X… 
– A vista tem desconto? (clássica)” 
Saiba quanto custa o seu tempo 
Uma outra coisa bacana, que vai te ajudar a realizar seus sonhos é saber: quanto vale o dinheiro que você ganha? “Você sabe? Vai saber agora, graças ao Custo 100. É ele que vai defender as suas finanças pessoais diante da vitrine irresistível ou do garçom que se aproxima com a saideira na mão”. 
Custo 100 nada mais é do que descobrir quantas horas você precisa trabalhar para ganhar 100 reais.” Aqui no blog eu fiz dois post Quanto tempo você precisa para comprar uma cadeira de rodas? e Dicas para ensinar seus filhos, de forma divertida, a comer bem e lidar com dinheiro na Páscoa que explicam melhor como o Custo 100 poderá ajudar a controlar seus impulsos de compra que podem chegar a atrasar ou atrapalhar a realização de seus sonhos.   
Gostou do artigo Quais os sonhos das Pessoas com Deficiência? Compartilhe nas redes sociais. A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário. 
Fanpage - CLIQUE AQUI    
Instagram - CLIQUE AQUI    
Twitter - CLIQUE AQUI    
Email -claudiacma7@gmail.com