sábado, 1 de dezembro de 2018

Confira 10 dicas antes de comprar material escolar e matricular seus filhos com ou sem deficiência

Você possui filhos na escola? Se sim, você sabe que os meses de dezembro e janeiro costumam ser os melhores meses para a criançada, mas um terror para os pais que ficam apavorados com a matrícula escolar e com as temidas listas de material escolar.  
Se a matrícula e a lista de material escolar, para muitos pais já é um problema imagine para aqueles pais que têm filhos com deficiência e precisam de materiais escolares adequados que amenizam e/ou resolvem as dificuldades enfrentadas pelos filhos em sala de aula.  
  
Como eu fiz um curso de Aperfeiçoamento em Atendimento Educacional e amo o assunto Educação Financeira,  resolvi fazer um post com dicas para ajudar os pais, com filhos com e/ou sem deficiência, a matricularem os filhos, comprarem os materiais escolares sem se enrolarem financeiramente e sem esquecer que alguns recursos pedagógicos podem “facilitar a compreensão e execução por alunos com dificuldade de coordenação motora, déficit visual e cognitivo, proporcionando-lhe mais independência e autonomia na execução das atividades” (Cartilha de Tecnologia Assistiva, p.53). Então, confira as dicas abaixo que ajudarão vocês a garantirem o ano letivo dos pequenos sem dores de cabeça. 

1.Fique de olho na hora da matrícula escolar  
Antes de matricular seu filho na escola ou fazer a rematrícula, pesquise outras Escolas para saber, em média, quanto estão cobrando de mensalidade e como podem atender as perspectivas do seu filho.Uma boa dica é conversar com mães e professoras para saber melhor sobre eventuais vantagens e desvantagens que seu filho poderá ter ao trocar de escola.  

Pensar a escola só sob o ponto de vista financeiro é, indiscutivelmente, perigoso.É necessário que os pais pesquisem sobre a escola e o ambiente para seus filhos, saibam seus ideais, sua proposta pedagógica, e que atendam suas perspectivas em relação à aprendizagem e ao futuro, com a garantia de todos os seus direitos e também de suas responsabilidades.  
No caso dos alunos com deficiência, o ideal é que os pais visitem o colégio, conheçam mais sobre os vários espaços da escola (como rampas e elevadores, sinalização tátil em paredes e no chão, corrimões, portas e corredores largos, banheiros com vasos sanitários, pias e toalheiros adaptados e carteiras, mesas e cadeiras adaptadas), saibam se a Escola dispõe de sala de recursos chamado de Atendimento Educacional Especializado (AEE). 

A Revista Gestão Escolar ainda nos lembra, sobre a existência da “ Lei nº 7.853 (que obriga todas as escolas a aceitar matrículas de alunos com deficiência e transforma em crime a recusa a esse direito) foi aprovada em 1989 e regulamentada em 1999.” Sérgio de Brito Yanagui também nos informa “que a LBI proíbe a cobrança dos alunos com necessidades especiais valores adicionais de qualquer natureza nas mensalidades, anuidades e matrículas”.

2.Comece as compras em casa 
Faça uma limpeza geral nos armários e gavetas: veja que roupas ou sapatos ainda servem nas crianças; veja aquilo que já não serve para o filho mais velho, mas pode ser herdado pelo irmão mais novo; pode também fazer um grupo no WhatsApp de pais de crianças que estudam na mesma escola e fazer algumas trocas de livros usados. 

3.Compare preços antes de comprar 
Por mais que você goste daquela livraria perto da sua casa, comece pesquisando os preços na internet e depois faça um esforço para ir além dos limites do próprio bairro em nome da economia no final da compra. Com certeza você constatará que o preço dos itens das lojas físicas são bem mais elevados do que na loja online. E isso acontece pelo fato dos custos da loja física serem bem mais elevados que os de uma loja online. 
Todavia, antes de fechar a compra na web não esqueça de verificar o prazo de entrega. Além disso, não é possível negociar desconto em uma loja virtual como em uma loja física. Por isso, planeje cada detalhe com antecedência, faça as contas e não tenha pressa pois ela é a inimiga número um do nosso bolso. 

4.Preço x qualidade 
Já ouviram aquele ditado o barato sai caro,né?! Então, reparem na qualidade dos materiais, afinal, não vale a pena economizar na compra de certos produtos como a mochila, a lancheira, o porta-lápis, tesoura etc. Isso porque essas coisas as crianças vão precisar todos os anos, ou seja, em vez de ter de comprar um novinho em folha a cada ano letivo,invista em peças de qualidade, sem seguir tendências, para que durem, no mínimo, 2 ou 3 anos. 
5.Faça as compras com os pais de outros alunos 
Lembram que eu falei do  grupo no WhatsApp de pais de crianças que estudam na mesma escola?! Então, depois de terem realizado todas as trocas o grupo poderá resolver comprar o que falta direto de atacadistas. Comprar em grande quantidade direto de atacadistas é certeza de desconto. E isso vale também para os livros.Os pais podem fazer a compra direto com a editora. 
6.Tenha paciência para pesquisar 
Sempre estudei em escola regular numa época em que os professores ainda desconheciam o conceito de escola inclusiva, e de materiais escolares adequados que amenizam e/ou resolvem as dificuldades enfrentadas pelos alunos com deficiência.Daí minha mãe e meus professores praticamente desconheciam a existência de recursos pedagógicos para alunos com deficiência. 
Mas, graças a Deus, hoje existe a internet e vários recursos no mercado que possibilitam alunos com deficiência executarem simples tarefas do dia a dia. Veja abaixo. 

Alunos com dificuldade de coordenação motora 
Para os alunos com dificuldades de coordenação motora existem hoje vários tipos de produtos que facilitam a preensão de canetas, lápis, pincel.Eu sou apaixonada pela linha de produtos da MERCUR, pois além de serem produtos de qualidade são super baratinhos. Veja alguns deles.
A) Os fixadores em tira 
Possibilita autonomia e independência a pessoas com dificuldade de segurar objetos como: escova de dentes, talheres, pincéis, canetas, entre outros. O Fixador de Mão em Tira é um recurso mais discreto, de fácil encaixe, pode ser esticado com facilidade e não desliza durante o uso. 

B) Engrossador em discos  
O Engrossador em Discos é um facilitador de AVDs (atividades de vida diária) desenvolvido a partir de oficinas com pessoas com deficiência, profissionais da saúde, educação e design. Este recurso foi pensado como possibilidade de oferecer mais conforto às pessoas com dificuldade de preensão, tornando o ato de escrever ou pintar um momento ainda mais feliz e prazeroso. Pode ser montado de diferentes formas, de acordo com a necessidade de cada pessoa, tanto por destros quanto por canhotos. 

C)Borrachão 
É grande e pesado, por isso, apaga áreas maiores e deixa os movimentos mais estáveis e seguros, principalmente para quem possui alguma dificuldade motora ou tremor nas mãos. Apaga escrita de lápis e lapiseira e possui o nome do produto em português, Libras e escrita de sinais impresso na borracha. 

Alunos com déficit visual  
A)Reglete 
O aluno fixa o papel na reglete, e com o punção vai fazendo os pontos que formam as letras. Encontrei no site da loja Civiam esses e outros modelos. 
B) Sorobã 
Sorobã é um aparelho  adaptado para o uso de pessoas com deficiência visual, se destaca  pela rapidez e eficiência na realização das operações matemáticas e pode ser encontrado na Loja Civiam. 
C) Lupa Eletrônica Eye-Q 
Ainda para os alunos com baixa visão poderão beneficiar-se do uso de suportes de leitura, pranchetas, lentes, lupas, telescópios e óculos especiais  mediante orientação médica e, se necessário, um trabalho de estimulação visual e de orientação aos professores e à família. 
Abaixo temos a Lupa Eletrônica Eye-Q que é um vídeo ampliador ideal para escrita e leitura em casa, no mercado, no trabalho e na escola. Leve, portátil, cabe em qualquer bolsa, possui bateria interna, inclui recarregador bivolt pode ser encontrada no site da Loja Civiam. Vejam no vídeo, abaixo, como ela funciona. 
7.Faça “Gambiarras” 
Crie ferramentas a partir de objetos ‘perdidos’ em gavetas, prateleiras, caixas e outros espaços domésticos esquecidos. Na internet existem várias páginas e perfis no instagram de pedagogas, terapeutas ocupacionais e professoras que apresentam várias ideias de produtos simples e praticamente sem custo.  


Também encontrei no instagram @tecnologiasparainclusao uma adaptação para escrita, utilizando uma bola de tênis ao redor da caneta e outra usando um elástico de prender dinheiro, no pulso e no lápis, facilitando a pega do lápis.
Também encontrei no canal do Youtube Vencer Limites, um passo a passo de como confeccionar uma tesoura acessível.Veja o vídeo abaixo. 

Um outro recurso que ajudará muito o dia a dia dos alunos que apresentam dificuldades são os livros com marcadores. Eles possibilitarão os alunos virarem as páginas do livro com autonomia. Para fazer isso, é preciso colocar clipes ou velcro entre as páginas que ajudarão a manipulação.
8.Encontre caronas 
Antes de negociar com as vans para levar os filhos na escola, procure saber se não existe a possibilidade de um revezamento com pais que moram na mesma bairro ou condomínio. Além de economizar, você contribui para diminuir o número de carros nas vias e para uma maior sociabilização. 
9.Recicle materiais 
Sabe aquele caderno do ano passado com folhas sobrando? Que tal chamar o seu filho para te ajudar a customizar a capa? Um pouco de tinta ou colagem com recortes e figurinhas vai deixá-lo novinho. E você ainda aproveita a oportunidade para ensiná-lo a evitar o desperdício e se divertir com o pequeno. 

10.Organize-se! 
Na hora de comprar o material escolar é fundamental lembrar que no início do ano outras despesas aparecem. Entre elas:IPTU,IPVA e gastos com as festas de fim de ano. Por isso, é necessário se organizar bem para garantir sua saúde financeira.E uma boa dica é utilizar seu Décimo Terceiro para essa organização. 
Para autônomos que não possuem Décimo Terceiro,lembre-se de se organizar desde já para que você consiga comprar o material escolar do ano de 2020 com mais tranquilidade. Então, a dica é começar a poupar todos os meses um valor.Dessa forma, o material escolar de 2020 poderá ser comprado à vista e sem dor de cabeça. 

Curtiu nossas dicas para comprar material escolar e matricular seus filhos? Já utiliza algumas dessas? Compartilhe conosco! A sua opinião é muito importante para nós!  
Fanpage - CLIQUE AQUI      
Instagram - CLIQUE AQUI      
Twitter - CLIQUE AQUI      
Você também vai curtir 

Nenhum comentário:

Postar um comentário