sexta-feira, 8 de novembro de 2019

5 Mitos do universo das finanças

Quando se trata de finanças pessoais, ser capaz de separar mitos e verdades  é um passo essencial para tomar boas decisões financeiras. É por isso que estamos desmistificando algumas lendas do universo das finanças para ajudá-los a mantê-los do lado certo do conhecimento sobre finanças que podem beneficiar significativamente seu poder de investimento e força financeira. 💪👊
  
Então, veja que 5 lendas são estas (e olha que  muito mais) e porque você não pode acreditar em qualquer papagaiada que te dizem sobre dinheiro.$
1."Quem tem pouco dinheiro não tem como investir” 
Muita gente pensa que precisa de muito dinheiro para investir. E com isso não começa nunca a investir, porque ficam se dando essa desculpa.💰
  
Mas, você pode começar a investir a partir de R$ 1,00, ou seja, com pequenas quantias de dinheiro e com a praticidade de alguns investimentos como o Tesouro Selic e com a facilidade do smartphone você pode investir sem precisar sair de casa e ainda se livra daquelas ciladas do bancário.  

2. “Cartão de Crédito é seu pior inimigo" 
A responsabilidade da sua vida financeira é sua. Afinal de contas, cartão de crédito não tem pernas e não anda por aí sozinho  pelo shopping center passando num bocado de lojas.  💳
  
Mas, se você por acaso tem algum cartão de crédito que anda com as próprias pernas, me envie a foto, com a hastag  #CartãoComPernas, para que eu possa postar lá no meu instagram @papocomclaudinha   😆
  
Agora se você quer que seu cartão de crédito seja seu melhor amigo, basta você acompanhar seus gastos diariamente, controlá-los e pagá-los na mesma data. 

3. “Título de Capitalização é investimento” 
Já falei várias vezes aqui no blog fiz péssimas escolhas, com meu dinheiro, aceitando tudo o que a gerente do banco me indicava. Parece mentira mas, ela me indicou o título de Capitalização e eu fiz pensando que era investimento.
  
Ao me dar conta que título de capitalização não era investimento, passei a estudar e fazer cursos sobre finanças pessoais e economia comportamental para entender o que tinha feito de errado e decidi compartilhar meus conhecimentos com outras pessoas. Geralmente as pessoas que contratam os títulos de capitalização possuem dois objetivos: guardar dinheiro; participar dos sorteios de prêmios. 
  
Os títulos de capitalização são como a Tele Sena do Sílvio Santos, ou seja, o marketing principal são os SORTEIOS e não a rentabilidade!! Ainda conforme,  Julia Wiltgen, “O rendimento não é exatamente igual ao da poupança.  Os títulos normalmente são comparados à caderneta de poupança, que nas condições atuais rende 70% da taxa Selic mais TR (taxa referencial) sempre que a Selic é igual ou menor que 8,5%. Acima deste percentual, a poupança renderá 0,5% ao mês mais TR. Esta última, que equivale à rentabilidade da poupança pela regra antiga, é comumente a remuneração dos títulos de capitalização oferecidos como “poupança programada”. 
  
Acontece que não é todo o montante pago que rende 0,5% ao mês mais TR. Apenas parte do que o comprador paga mensalmente é rentabilizado, compondo a chamada cota de capitalização. O restante é destinado à cota de carregamento (uma espécie de taxa de administração) e à cota de sorteio, destinada a custear os prêmios dos sorteios. Nos primeiros meses, normalmente, a cota de capitalização é bem reduzida”. 
4.“Renda Fixa não vale a pena porque a Selic está caindo” 
Se alguém te falar isso, corra dessa pessoa porque ela deve estar bêbada, tem uns parafusos a menos na cabeça ou não está sabendo te orientar da forma correta.Essa  pessoa não faz conta, né, e provavelmente não sabe que a SELIC é a taxa básica de juros da economia. Hoje, ela está a 5,0% ao ano, uma nova marca histórica. 
  
Para a economia do país, isso é muito bom. Como a SELIC manda em tudo, isso quer dizer que a tendência dos juros praticados no mercado é de queda, o que incentiva o consumo. Para quem investe no  tesouro SELIC continua rendendo mais que a poupança! E continua valendo a pena!  
5.“A Poupança é o investimento mais seguro ” 
Muitas pessoas investem na poupança em busca de um porto seguro. Acham que independente do que aconteça seu investimento estará protegido. Isso é mentira! 
  
Apesar da poupança ter um risco muito baixo, ela não é o investimento menos arriscado. Você pode sim perder o dinheiro que você colocou lá na poupança. 
  
Como seu dinheiro da poupança fica depositado em um banco, caso ele quebre você conseguirá recuperar somente os investimentos de até R$ 250.000. Esse é o valor garantido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). 
  
Quer organizar sua vida financeira, tomar decisões financeiras inteligentes, obter tranquilidade financeira? Me chame no WhatsApp e agende uma aula, gratuita, da minha orientação personalizada em finanças. E não deixe de me acompanhar nas redes sociais.      
Fanpage - CLIQUE AQUI       
Instagram - CLIQUE AQUI       
Twitter - CLIQUE AQUI  
WhatsappCLIQUE AQUI      
Email - claudiacma7@gmail.com       

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário